DKMA

Category: Pesquisa de Mercado

brain-2062057_1280
Pesquisa de Mercado

Como a neurociência afeta os comportamentos de compra dos clientes

O marketing tem tudo a ver com entender os comportamentos, necessidades e motivações dos consumidores e, em seguida, fornecer uma experiência alinhada com todos esses pontos. É por isso que sempre enfatizo os pontos problemáticos de seus clientes ao escrever uma cópia e por que os profissionais de marketing testam todos os formatos de anúncio diferentes sob o sol para ver a que seus públicos respondem. Isso significa que os profissionais de marketing que têm uma sólida compreensão do comportamento e da psicologia do consumidor geralmente serão os mais eficazes na criação de campanhas fortes e centradas no cliente. O neuromarketing leva esse conceito a um nível totalmente novo, pois permite criar materiais de marketing que ressoam com seu público a partir de um local cognitivo. Nesta postagem, abordaremos tudo o que você precisa saber sobre neuromarketing e como você pode usá-lo para avaliar e potencialmente influenciar as decisões de compra de seus clientes. O que é o neuromarketing? Para entender o neuromarketing, vamos primeiro dar uma olhada no que é a neurociência : “A neurociência, também conhecida como Ciência Neural, é o estudo de como o sistema nervoso se desenvolve, sua estrutura e o que faz. Os neurocientistas se concentram no cérebro e seu impacto no comportamento e nas funções cognitivas. ” Com isso em mente, podemos compreender melhor a definição de neuromarketing : “O neuromarketing está essencialmente projetando materiais de marketing (incluindo seu site, anúncios, campanhas por e-mail e conteúdo) para evocar reações neurológicas específicas que desencadeiam emoções ou respostas relacionadas à compra”. A idéia é entender como o cérebro de seus clientes está realmente funcionando (e não como você supõe que ele esteja funcionando) e como eles estão registrando seu conteúdo de marketing. Você pode usar essas informações para otimizar seu conteúdo de acordo e ajustar suas estratégias, melhorando a eficácia do seu marketing. Embora o neuromarketing possa parecer incrivelmente avançado, não é nada novo ou incomum; o termo foi cunhado em 2002 , embora só tenha ganhado validade nos anos mais recentes. Você pode ter ouvido isso sendo chamado de neurociência do consumidor ou ciência da decisão. Ainda existem algumas pessoas que descartam o potencial do campo, mas vale a pena notar que grandes empresas como a Hyundai usaram essa tecnologia ao projetar tudo, desde suas campanhas publicitárias até os produtos e as próprias embalagens.

2708W
Pesquisa de Mercado

Inovação em pesquisas de mercado

Se você quiser avaliar onde alguém está procurando ou como ele examina visualmente seu ambiente, o rastreamento ocular é o melhor método de escolha. Como o processo de procura é automático, essa ferramenta é ideal para pesquisas qualitativas e quantitativas, pois permite que os pesquisadores explorem processos inconscientes que são governados pelas preferências.
Esses dados podem ser informativos para uma ampla gama de pesquisas, incluindo estudos psicológicos ou perceptivos, web design, preferências de produtos e além. O rastreamento ocular é uma medida simples e eficaz em muitos aspectos – a parte complicada é saber o que fazer com os dados que ele fornece.
Acompanhe abaixo, 7 métricas mais comuns de rastreamento ocular. Descrevemos como elas são feitas e resumimos o que elas podem te dizer.
1. Fixações e pontos de olhar
Quando falamos de rastreamento ocular, fixações e pontos de vista são as medidas básicas de interesse e muitas vezes os termos mais usados.
As fixações são excelentes medidas de atenção visual e a pesquisa nesse campo tem crescido continuamente.

2. Heatmaps
Heatmaps são visualizações que mostram a distribuição geral dos pontos do olhar. Eles são normalmente exibidos como uma sobreposição de degrade de cor na imagem ou no estímulo apresentados. As cores vermelha, amarela e verde representam em ordem decrescente a quantidade de pontos de olhar direcionados para partes da imagem.
Usar um mapa de calor é um método simples para visualizar rapidamente quais elementos atraem mais atenção do que outros.
3. Áreas de Interesse (AOI)
Uma área de interesse, também chamada de AOI, é uma ferramenta para selecionar regiões de um estímulo exibido e para extrair métricas especificamente para essas regiões. Embora não seja estritamente uma métrica por si só, define a área pela qual outras métricas são calculadas.
Por exemplo, se você mostrar uma imagem de uma pessoa, é possível desenhar AOIs separados ao redor do corpo e do rosto. Você poderá exibir métricas para cada região separadamente, como quanto tempo passou desde o início do estímulo até que os participantes observaram a região, quanto tempo os participantes gastaram na região, quantas fixações foram contadas, quantas pessoas perderam o olhar e volta.

4. Tempo para a Primeira Fixação
O Tempo para a Primeira Fixação (TTFF) indica a quantidade de tempo que leva um respondente (ou todos os entrevistados, em média) a olhar para uma AOI específica a partir do início do estímulo.
O TTFF pode indicar tantas pesquisas orientadas por estímulo ascendentes (por exemplo, um rótulo chamativo da empresa) como pesquisas orientadas pela atenção de cima para baixo (por exemplo, quando os participantes decidem se concentrar em determinados elementos ou aspectos em um site ou imagem). O TTFF é uma métrica básica, mas muito valiosa, no rastreamento de olhos, pois pode fornecer informações sobre como determinados aspectos de uma cena visual são priorizados.
5. Sequências de fixação
As sequências de fixação são baseadas em informações espaciais e temporais – quando e onde um participante olhou. Isso permite que uma imagem seja construída do que é priorizado por um participante quando ele vê uma cena visual. Isso geralmente começará no meio da imagem devido ao viés de fixação central, mas os componentes visualizados a seguir serão representativos do que é mais motivador para o (s) participante (s).
6. Primeira Duração de Fixação
À medida que exploramos uma cena visual com nossos olhos, nos movemos através de sacadas, antes de nos fixar em uma parte da imagem fixando-a. A primeira duração de fixação fornece dados sobre quanto tempo essa primeira fixação durou.
7. Duração Média de Fixação
A duração média da fixação informa quanto tempo durou a fixação média e pode ser determinado para indivíduos ou grupos. Isso pode ser útil como uma medida de referência em ambos os casos, mas também pode ser interessante observar os estímulos.
Transforme sua empresa, conheça muito melhor seu cliente e o seu produto

13_08LL
Pesquisa de Mercado

Persona

A produção de conteúdo nas redes socias, blog e site de uma empresa deve ter um perfil ideal.

(PERSONA– Figura na qual contém todas as características de quem compra seu produto).
É fundamental definir claramente quem é a sua persona para que obtenha sucesso nesse mundo digital. Afinal é imprescindível conhecer para quem se vende, como os produtos/serviços podem ser melhorados a partir da opinião deles e quais são os tipos de conteúdo que a empresa deve criar para sanar suas dúvidas ou propor soluções para seus problemas.Então, mãos a obra!

Defina sua persona: Não dá para saber sem perguntar, por isso, faça algumas perguntas, como esse exemplo abaixo:
– Quem é o seu cliente em potencial? Aqui é preciso ter acesso tanto às características físicas quanto psicológicas do comprador. (Homem, mulher, idade, etc).
– Em seu segmento, qual é a temática que ele se interessa?
– De forma pessoal e profissional, quais são as atividades que ele pratica?
– Qual o nível de instrução que possui?
– Desafios, dificuldades e objetivos?

Conclusão.
Agora que você já conhece melhor o que é uma persona, é hora de definir a sua. Será preciso entender o motivo do seu cliente buscar sua empresa. Entendendo isso, ficará mais fácil de propor soluções que agradem sua persona.

pesquisa de produto
Pesquisa de Mercado

Pesquisa de Produto ou Serviço

pesquisa de produto A Pesquisa de Produto tem o objetivo de orientar o processo de desenvolvimento ou modificação de um produto ou serviço. Pode ser avaliado desde sua fase conceitual, até os testes em contexto mercadológico. Esse tipo de pesquisa ajuda a direcionar e adequar melhor um produto ou serviço ao seu público-alvo, aumentando de forma significativa as chances de sucesso da empresa na introdução desse produto no mercado. As etapas desse processo são: – Teste de Conceito; – Teste de Uso; – Pré-Teste de Mercado; – Teste de Mercado.
Pesquisa de Mercado

O que é pesquisa quantitativa?

A Pesquisa Quantitativa é uma forma estruturada de coletar e analisar dados obtidos de diferentes fontes.

pesquisa-quantitativa-dkma-tecnologia-e-marketing
pesquisa-quantitativa-dkma-tecnologia-e-marketing

A pesquisa quantitativa envolve o uso de ferramentas computacionais, estatísticas e matemáticas para obter resultados.

É conclusivo em seu propósito, pois tenta quantificar o problema e entender como é prevalente, procurando resultados projetáveis ​​para uma população maior.

Por outro lado, a pesquisa qualitativa é geralmente mais exploradora, um tipo de pesquisa que depende da coleta de dados verbais, comportamentais ou observacionais que podem ser interpretados de maneira subjetiva. Ele tem um escopo amplo e é normalmente usado para explorar as causas de possíveis problemas que possam existir. A pesquisa qualitativa geralmente fornece insights sobre vários aspectos de um problema de marketing. Freqüentemente precede ou é conduzida após pesquisa quantitativa, dependendo dos objetivos do estudo.

As empresas que usam pesquisas quantitativas, em vez de qualitativas, normalmente buscam medir a extensão e buscar resultados estatísticos que sejam interpretados objetivamente. Embora os resultados da pesquisa qualitativa possam variar de acordo com as habilidades do observador, os resultados da pesquisa quantitativa são interpretados de maneira quase semelhante por todos os especialistas.

Ambos os tipos de pesquisa variam amplamente não apenas em seus resultados, mas também em todos os outros aspectos.

Enquanto os dados qualitativos fornecem uma visão geral subjetiva dos problemas de marketing, o quantitativo define uma relação estruturada de causa e efeito entre o problema e os fatores.

Uma das principais diferenças nos dois tipos de pesquisa é a diferença no método de coleta de dados. A coleta de dados é um dos aspectos mais importantes do processo de pesquisa quantitativa. Coleta de dados envolve ter o pesquisador para preparar e obter as informações necessárias do público-alvo.

A preparação de dados inclui a determinação do objetivo da coleta de dados, métodos de obtenção de informações e a seqüência das atividades de coleta de dados. Um dos aspectos mais importantes neste processo é selecionar a amostra certa para a coleta de dados. Os dados são coletados cuidadosamente apenas das pessoas mais relevantes para os objetivos do estudo. Conhecido como um segmento de destino, essa amostra é um grupo de pessoas que são semelhantes em uma variedade de variáveis.

As ferramentas de coleta de dados para uma pesquisa quantitativa são pesquisas e experimentos.

Os experimentos podem fornecer resultados específicos sobre a relação de causa e efeito de vários fatores independentes ou interdependentes relacionados a um problema específico.

A abordagem mais comum para realizar pesquisas quantitativas de mercado é uma pesquisa ou questionário. As pesquisas podem incluir entrevistas, que podem ser realizadas usando várias metodologias diferentes, incluindo entrevistas presenciais, por telefone, on-line ou assistidas por computador.

Após a coleta de dados, outra etapa é o processo de análise de dados.

A análise de dados estatísticos requer ferramentas e processos sistemáticos para serem conduzidos. Existem muitas ferramentas analíticas, como testes t de amostras independentes, testes t correlacionados, cálculos de variância e análise de regressão que podem ser usados ​​para derivar os resultados dos dados.

pesquisa de traking
Pesquisa de Mercado

Pesquisa de tracking

pesquisa de traking

Pesquisa de tracking

Quem trabalha com pesquisa de mercado ou já trabalhou sabe que pesquisa de tracking não é uma novidade.

Uma pesquisa de tracking, rastreia, ou monitora, a sua empresa ou marca por um determinado período.

Com as pesquisas de tracking é necessário monitoramentos semanais, quinzenais, mensais, semestrais, anuais ou algum outro período de tempo pré-determinado.

Esses monitoramentos tem como objetivo mostrar a evolução de determinados aspectos da marca ao longo do tempo.

Até pouco tempo, a pesquisa de tracking era algo feito apenas por grandes empresas. Mas, ela se tornou uma das tendências de pesquisa de mercado e opinião para 2019.

Com as transformações que o mundo vem passando, alguns fatores como a tecnológicas, culturais, sociais estão influenciando o comportamento do consumidor. Com isso, fazer uma única pesquisa de mercado, pode não resolver o problema. Ela mostra apenas um retrato de um cenário que está em constante movimento.

A pesquisa de tracking consegue criar uma imagem mais real, como os fotogramas que compõem um filme.

E para ajudar as pequenas e médias empresas, as pesquisas digitais, que tornam o custo das pesquisas de mercado mais acessíveis, nós temos cada vez mais e mais empresas realizando trackings de pesquisa.

 

tecnologias para pesquisa de mercado
Marketing Digital Pesquisa de Mercado

As novas tecnologias para pesquisa de mercado

tecnologias para pesquisa de mercado

As novas tecnologias para pesquisa de mercado

Questionários online

A internet possibilitou também que as pessoas possam responder as pesquisas através de questionários online, o que facilitou muito a vida do entrevistador e da pessoa que está sendo entrevistada.

Para quem faz as perguntas, ficou muito mais fácil criar um formulário online e enviar por email para que as pessoas respondam, ao invés de ficar tentando ligar ou abordá-las na rua.

Existem várias ferramentas diferentes para isso, que permitem até utilizar recursos interativos, como fotos e vídeos, para tornar os questionários mais claros e dinâmicos.

Painel de respondentes

Uma das maiores dificuldades para um entrevistador é encontrar quem vai responder as suas perguntas.

Com a internet, agora é possível criar um Painel de Respondentes, em que as pessoas se cadastram voluntariamente e participam de inúmeras pesquisas em troca de microrrecompensas.

Nestes painéis, é possível encontrar públicos para diferentes tipos de pesquisa. Basta ter um banco de dados com algumas informações prévias das pessoas, como idade, renda mensal, sexo e região em que mora.

A cada nova pesquisa realizada no painel, apenas as pessoas que tem o perfil necessário para aquela pesquisa vão receber o questionário.

Análise dos dados

O primeiro passo para fazer uma análise dos dados de uma pesquisa é tabular os resultados e criar gráficos que facilitem a visualização dos resultados.

Quem trabalha com pesquisa sabe que dependendo do tamanho do banco de dados ou da complexidade da amostra, essa é uma etapa bem trabalhosa.

Atualmente, algumas plataformas online entregam os resultados já tabulados, com gráficos de fácil visualização.

 

principais tipos de pesquisa de mercado
Marketing Digital Pesquisa de Mercado

Os 3 principais tipos de pesquisa de mercado

principais tipos de pesquisa de mercado

Principais tipos de pesquisa de mercado

Tudo sobre pesquisa de mercado Nos dias de hoje, conhecer seu público-alvo e compreender as suas necessidades é muito importante, mas são desafios comuns a todas as empresas.

Atualmente, existem 3 tipos de pesquisa de mercado, cada um deles focado em um determinado objetivo.

Os 3 principais tipos de pesquisa de mercado:

1- Pesquisa exploratória

No início de um projeto é importante ter informações básicas que vão dar uma direção dos próximos passos. A Pesquisa exploratória funciona como a primeira etapa de um estudo e têm como principal objetivo oferecer ideias que podem ser trabalhadas.

Esse tipo de pesquisa costuma não ter uma limitação sobre o que se quer descobrir. Os questionários, são mais flexíveis e sua formulação deve ser feita por um profissional responsável pela pesquisa.

Não espere conclusões estatísticas de uma pesquisa exploratória. Como já falamos, ela funciona como preparação do terreno para descobertas mais sólidas nas próximas pesquisas.

2- Pesquisa descritiva

A pesquisa parte de uma situação em que já existem insights e informações, mas isso não está consolidado. A pesquisa descritiva deve validar hipóteses e encontrar possíveis falhas no planejamento desenvolvido.

As pesquisas desse tipo costumam funcionar bem quando a análise é segmentada. Algumas das categorias historicamente eficazes são: classe social, idade, região e gênero.

A pesquisa descritiva também testa ideias levantadas em uma etapa anterior. Ela costuma tem um caráter qualitativo na análise, mas é uma abordagem fundamentalmente quantitativa.

3- Pesquisa causal

A pesquisa causal determina relações de causa e efeito. Se baseando nas descobertas das pesquisas exploratórias e descritivas, a empresa passa a fazer testes de validação. Algumas variáveis são aplicadas com o objetivo de validar ou desmentir insights obtidos em pesquisas anteriores.

Duas aplicações muito comuns da pesquisa causal são seu emprego para determinar a adequação do uso de verbas de marketing e fazer testes de campanha, para verificar a efetividade de seus resultados e fazer algo se necessário.

Como saber por qual optar na hora de realizar uma pesquisa?

Uma empresa precisa monitorar e se adaptar com uma certa frequência às mudanças do mercado e do comportamento do seu consumidor.

Sendo assim, o segredo está em saber combinar pesquisa de marketing e pesquisa de mercado, trazendo essas práticas para dentro da cultura da empresa e transformar todo o processo de tomada de decisões.

 

Market Research Header resize
Curiosidades Pesquisa de Mercado

Saiba quem é seu cliente!

A Pesquisa de Mercado fornece a caracterização dos clientes nos aspectos quantitativos (potencial do mercado, participação da empresa no mercado, etc.) e qualitativos (estilo de vida, características comportamentais, hábitos de consumo, escolaridade, renda, dentre outros).
Assim você descobre quem é seu público alvo e consegue entender como satisfazê-lo.

Uma boa Pesquisa pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de um novo produto ou até da empresa como um todo.
Quer saber como podemos ajudá-lo nessa área? Acesse

diferença-pesquisa-de-mercado-e-pesquisa-de-marketing
Pesquisa de Mercado

Diferenças entre pesquisa de mercado e estratégia de marketing

Para lançar um negócio bem sucedido, você precisará anunciar seus serviços para o grupo certo de pessoas com a mensagem correta. Sua estratégia de marketing é o conjunto de diretrizes para as ações que sua empresa levará para obter suas informações aos seus públicos-alvo. Antes de gastar muito dinheiro em uma campanha, você precisará certificar-se de que a abordagem seja apropriada. Isso é conhecido como pesquisa de marketing.
Pesquisa de mercado
Pesquisa de mercado é a informação que você adquiri e que irá orientar as decisões de negócios que você faz. Esta informação não está limitada a dados sobre as necessidades dos seus clientes e as habilidades e tendências dos seus concorrentes em sua indústria. A recolha de informações é crítica, ainda mais se você estiver trabalhando com um orçamento limitado. A pesquisa pode começar facilmente pedindo aos clientes que respondem questionários ou pesquisas on-line. Participar de feiras e ler revistas e sites da indústria o manterá atualizado sobre notícias e acontecimentos da indústria.
 
Estratégia de marketing
Uma estratégia de marketing estabelece as diretrizes sobre como usar as informações coletadas em sua pesquisa de mercado. O site do Business Owner’s Toolkit diz que a estratégia de marketing deve incluir um caminho para objetivos específicos, como alcançar um mercado específico demográfico ou uma maneira distinta de posicionar sua empresa e produto. A estratégia de marketing também é útil para definir onde sua empresa se encaixa entre concorrentes: como líder, seguidor, desafiante ou empresa de nicho.
 
Mistura de pesquisa e estratégia
A pesquisa de marketing além de uma estratégia sólida não beneficiará sua organização. Pesquisa constante é necessária para você sempre saber as necessidades do seu público-alvo. Ela irá alertá-lo para a pressão de concorrentes e oportunidades para lançar novos produtos. Por outro lado, deve dizer-lhe quando um novo produto não é adequado para o mercado. Analisar sua estratégia várias vezes por ano manterá seus esforços de publicidade e vendas no caminho certo e permitirá que você discirna se as mudanças na sua abordagem de marketing precisam ser feitas.